Tudo sobre porquinhos da índia


Estou pronto para ter um Porquinho da Índia?

 

 Antes de adquirir um porquinho da índia é importante pensar nas seguintes questões:

 

 Vou poder cuidar de um bichinho por toda vida dele?

 Lembre-se que um porquinho pode viver até 8 anos.  Pense que ele fará parte da sua vida durante esse tempo.

 

 Tenho condições financeiras para cuidar bem dele?

 Porquinhos não são animais de manutenção cara, mas é preciso avaliar que além das despesas com a compra do alojamento, de alimentos, vitamina e acessórios, também podemos ter despesas com hospedagem e tratamentos de saúde como qualquer outro animal.  Nunca medique seu bichinho sem a orientação de um veterinário.

 Nem todo veterinário atende porquinhos da índia e outros roedores. A consulta especializada para esses animais pode ter um custo mais alto do que a consulta de um cão ou gato.  Porquinhos podem precisar de internação e cirurgias como outros animais.

 

Tenho tempo para ele?

 Porquinhos não necessitam de muito tempo e atenção, mas é necessário ter algum tempo diariamente para solta-los para brincar e/ou brincar com eles, trocar a água, fazer a higiene e oferecer alimentos e carinho. Porquinhos costumam ficar felizes ao perceber a chegada de seus donos e emitem ruídos para chamar atenção nesse momento. Cuidar do bichinho diariamente também é uma forma de perceber se ele está com algum problema de saúde.

 

Sei como cuidar dele?

 Antes de adquirir um porquinho tenha certeza que sabe como cuidar, alojar e alimentar de forma correta o bichinho. 

 Se informe melhor pesquisando pelo site. E caso ainda tenha duvidas, envie perguntas por e-mail.

 

Sei onde encontrar um veterinário para ele?

 Se informe sobre veterinários que atendam Porquinhos da índia na sua região.  Como nem todo veterinário atende porquinhos da índia, é importante saber onde encontrar um veterinário caso seu bichinho precise.

 

Tenho um local ideal para ele?

 Porquinhos precisam ser mantidos em locais seguros, protegidos do frio e do calor e de animais que possam atacar. Se tiver cães o/ou gatos em casa tenha certeza que não ha risco de ferirem o porquinho, mesmo durante uma brincadeira.  No caso de ter outros animais em casa, o melhor é manter o porquinho em gaiola ou alojamento similar que proteja o bichinho por todos os lados e por cima.  Crianças pequenas também precisam ser orientadas e observadas ao interagir com o animal para evitar que apertem, derrubem ou pisem acidentalmente no porquinho.

 Ao soltar o porquinho para se exercitar verifique se não há lugares por onde ele possa fugir, coisas que possam cair sobre eles, fios ou objetos que possam ser roídos ou locais de onde ele possa cair ou ficar preso.

 

Tenho tudo que preciso para ele?

 Antes do bichinho ser trazido para casa é importante providenciar as coisas mais necessárias para os primeiros dias do porquinho em casa. Nunca traga um porquinho para casa se não tiver pelo menos uma gaiola ou cercado ideal para colocá-lo. Substrato para manter o fundo do alojamento limpo e seco. Ração e verduras para alimentá-lo pelos primeiros dias.  O pote para colocar a ração e o bebedouro e a vitamina C. Nunca coloque porquinhos provisoriamente em caixas de papelão, aquários, gaiolas para outros animais ou soltos em lugares inadequados. Mesmo por poucas horas isso pode causar acidentes ou até a morte do bichinho.

 

 Tenho onde ou com quem deixar o porquinho se for viajar?

 Esse é um detalhe que normalmente esquecemos ao adquirir um animal.  O porquinho pode até ficar sozinho durante 2 ou 3 dias, mas se a viagem for mais longa do que isso, será preciso levar o bichinho junto, encontrar alguém para ir cuidar dele ou hospedá-lo em um hotel.  São poucos os hotéis para animais que hospedam roedores. Se informe com antecedência.

 

Dra. Anna Carolina Gomes Neves

Médica Veterinária