Saúde

 

 

 

Porquinho da índia fazendo oxigenoterapia.

 

Sinais de que o porquinho deve ser levado ao veterinário:

 

Fique sempre atento aos seguintes sinais:

 

▪Perda de peso
▪Mudança de comportamento
Dentes tortos ou quebrados
▪ Secreção nos olhos
▪Salivação excessiva
▪Dificuldade para mastigar
▪Obesidade
▪Sangue na urina
▪Dificuldade para urinar 
▪Ausência de urina
▪Respiração ofegante
 ▪Respira de boca aberta
▪Olhos opacos
▪Espirros / Tosse
▪Secreção nasal
 ▪Dor
▪Perda de equilíbrio
▪Perda de apetite
▪Coceira
▪Falhas na pelagem
▪Ferimentos
▪Pelos arrepiados
▪Diarréia
▪Ausência de fezes
▪Fezes com formato diferente
▪Mancando
▪Dificuldade de caminhar
Inchaço
▪Problemas no parto
Sangramentos 
 
 Caso o porquinho apresente um ou mais desses sinais é o momento de leva-lo ao veterinário. 

 

 Lembre-se que porquinhos são animais considerados presas na natureza e por isso tentam instintivamente esconder ao máximo sinais de fraqueza ou doença para não atraírem predadores. Por isso muitas vezes o que parece ser apenas um problema simples de saúde, pode ser algo mais grave.

 

Por uma questão de ética e para evitar diagnósticos e tratamentos errados, não informaremos possíveis diagnósticos ligados aos sinais acima mencionados e nem tratamentos ou medicamentos indicados.

 

Apenas o médico veterinário está apto a diagnosticar e tratar da saúde do seu bichinho.

 

 

Anna Carolina G. Neves 

Médica Veterinária

   CRMV 13614

 

 

A urina 

 

 A coloração da urina pode váriar de amarella, alaranjada, acastanhada a esbranquiçada. A coloração varia de acordo com a alimentação e o aspecto esbranquiçado é causada pela excreção de calcio na urina.  

 É comum uma pequena quantidade de calcio na urina semelhante a areia muito fina. Quando essa quantidade se torna muito grande e a

textura se torna mais arenosa é necessário investigar se não há muito calcio na alimentação. O excesso de calcio pode causar a formação de calculos urinários. 

 O odor muito forte na urina pode ser sinal de infecção.

 Sangue na urina nunca é normal. É sinal de problemas urinários ou reprodutivos e precisa de tratamento veterinário urgênte.

 

As fezes

 

Fezes com aspecto normal

 

 As fezes normais tem formato ovalado ou cilindrico, uniforme e coloração marrom.

 Fezes esverdeadas e mais umidas, normalmente mais redondas e até grudadas umas as outras podem ser cecótrofos.

 São sinais de que algo não está normal fezes muito resecadas, muito menores do que o normal, em forma de lagrima ou com outro formato estranho e com grande quantidade de pelos.

 A diarréia é sempre um problema grave em porquinhos da índia e pode ter diversas causas como parasitas, intoxicação alimentar, deficiencia de vitamina ou infecção bacteriana. Ao perceber sinais de diarreia, pastosa ou liquida procure um veterinário imediatamente.

 

Vacinação

 

Porquinhos da índia não necessitam de vacinas.

 

Cuidado: Injeções de medicamento para tratamento de sarna não são vacina e nem evitam que o porquinho tenha sarna futuramente,  além de poderem causar intoxicação e até a morte se aplicados em doses erradas.

 

 

Vermifugação

 

 Porquinhos da índia precisam ser vermifugados. Mesmo que não apresentem sintomas de verminose, a vermifugação é importante já que a maioria dos porquinhos só apresenta sintomas quando a infestação de vermes está muito grande.

 

 Sintomas mais comuns de verminose: Letargia, diarréia, perda de apetite, abdômen distendido e perda de peso. Esses sintomas também podem ser característicos de outras doenças.

 

 Ao contrario do que se imagina, os porquinhos não precisam sair de casa ou ter contato com outros animais pra adquirirem vermes.  A principal fonte de contaminação são os alimentos. Frutas, verduras, legumes, capim, alfafa e feno podem estar contaminados com parasitas e seus ovos. 

 Com alguns cuidados é possível minimizar, mas não evitar completamente o risco de contaminação: Higienizar frutas, verduras e legumes antes de oferecer aos animais. Comprar apenas feno e alfafa de boa procedência e qualidade, frescos, verdes e com odor agradável.  Só oferecer capim se tiver certeza da origem.

 

Muitos criadores vermifugam os filhotes antes de vender.  Informe-se sobre isso se comprar diretamente do criador.

 

A vermifugação elimina os vermes, mas não previne a reinfestação.

 

A vermifugação deve ser feita no filhote por vota dos 25 dias e repetida a cada 3 meses.  Existem vermífugos comerciais seguros para serem dados por via oral.  A dose varia de acordo com o peso do porquinho. Peça a orientação do veterinário sobre a dose, a freqüência e o melhor vermífugo para o(s) seu(s) porquinho(s).

 

 

Antibióticos Tóxicos para Porquinhos

 

 

 ampicilina 
 bacitracina 
 cefadroxila 
 cefalexina 

 cefalosporina 
 cefazolina
 clortetraciclina 
 clindamicina 
 dihidrostreptomicina 
 erithromicina 
 lincomicina 
 oxitetraciclina 
 penicillina 
 streptomicina

 

Nunca medique seu porquinho se a orientaçãode um veterinário!

 

A Coprofagia e o Saco Perineal 

 

 Porquinhos da índia fazem coprofagia, ou seja, ingerem as próprias fezes como parte do seu processo digestivo. Eles tem preferência pelas fezes úmidas, macias e menores, ricas em vitaminas do complexo B, chamadas cecotrofos. Os porquinhos possuem um saco perineal ao redor do ânus onde os cecótrofos costumam ficar retidos. O saco perineal é muito maior nos machos e contem 2 pequenas glândulas que produzem uma secreção viscosa.  Além de acumular os cecotrofos, ele também podem reter pelos, partículas de alimentos e os outros detritos como maravalha. Em machos mais velhos o saco perineal pode se tornar mais flácido, acumulando mais detritos. O saco perineal pode ficar impactado, inchar e parar de expelir as fezes. Para evitar a impactação e o odor desagradável é importante fazer a limpeza regular do saco perineal.

 

Como fazer a limpeza do saco perineal:

Procure um veterinário em caso de impactação ou inflamação do saco perineal.

 

 

Pesando o Porquinho da Índia

 

 Pesar frequentemente é uma ótima forma de monitorar a saúde do porquinho da índia.

 

 Balanças de cozinha são as mais utilizadas porque tem a capacidade de pesar até filhotes com menos de 100 gramas.

 

 A pesagem deve ser semanal. Dessa forma fica mais fácil perceber as mudanças drásticas de peso e até mesmo uma perda de peso gradativa.

 

 Ao perceber mudanças importantes no peso, leve o porquinho ao veterinário.

 

 Filhotes devem ser pesados ao nascer e a cada 5 dias até a desmama. Dessa forma é possível monitorar o desenvolvimento de cada filhote.

 

  Também é importante verificar o peso das fêmeas antes do acasalamento para garantir que não estejam abaixo do peso mínimo para acasalar ou obesas, o que pode causar complicações graves como a toxemia gravídica.

 

 

Bordertella Bronchiseptica

 

 É uma bactéria que pode ser transmitida por coelhos, mesmo que eles não tenham sintomas aparentes. A transmissão ocorre por contato direto com animais portadores. A bactéria causa infecção respiratória caracterizada por infecção do epitélio da cavidade nasal, traquéia, laringe,e pulmões. Os animais apresentam tosse, espirros, lacrimejamento dos olhos, secreção nasal, perda de apetite e de peso e dificuldade para respirar. Os animais doentes precisam ser separados dos outros para evitar a contaminação e levados ao veterinário com urgência.

 

 

Dra. Anna Carolina G. Neves 

Médica Veterinária

   CRMV 13614

 

 

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DOS ARTIGOS E IMAGENS PRESENTES NESSE SITE  SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DO AUTOR.